Por que os arcanjos são tão poderosos?

Oliveira

Uma análise sobre os “poderes” que Deus conferiu a esses seres invisíveis, mas que sempre estão ao nosso lado

Segundo o Catecismo da Igreja Católica, Deus designou aos anjos a proteção de cada um de nós na terra:

“Com todo o seu ser, os anjos são servos e mensageiros de Deus. Pelo fato de contemplarem «continuamente o rosto do meu Pai que está nos céus» (Mt 18, 10), eles são «os poderosos executores das suas ordens, sempre atentos à sua palavra» (Sl 103, 20).”

CIC, 329
De fato, os anjos são nossos companheiros, livram-nos dos perigos e auxiliam na nossa salvação. Foi o que disse o Papa Francisco em 2013, quando inaugurou uma estátua de São Miguel nos Jardins do Vaticano. O Pontífice afirmou:

“No caminho e nas provações da vida não estamos sozinhos, mas somos acompanhados e amparados pelos Anjos de Deus que oferecem, por assim dizer, as suas asas para nos ajudar a superar muitos perigos, para podermos voar alto em relação àquelas realidades que podem pesar sobre a nossa vida ou arrastar-nos para baixo.”

Os arcanjos
Na mais alta hierarquia dos anjos, encontram-se os arcanjos que. Segundo a Bíblia, eles são sete, mas nós só sabemos os nomes de três: Miguel, Gabriel e Rafael.

Na festa dos arcanjos, em 29 de setembro de 2017, o próprio Papa Francisco apresentou cada um deles e suas respectivas funções.

São Miguel
O Santo Padre afirmou que São Miguel tem o poder de nos livrar das ações do demônio:

“Miguel combate contra ele [o demônio], o Senhor pede-lhe para lhe fazer a guerra: para nós que estamos a caminho, nessa nossa terra, rumo ao céu, Miguel ajuda-nos a combatê-lo, a não nos deixar seduzir por este espírito maligno que nos engana com a sedução”.

São Gabriel
Francisco também lembrou que São Gabriel Arcanjo é aquele a quem Deus confiou ser o portador da boa nova a Maria, Zacarias e José. O Pontífice explicou:

“Gabriel anuncia as boas novas e a boa notícia da salvação. Também ele está conosco e ajuda-nos no caminho. Sobretudo quando — e acontece muitas vezes — com tantas notícias más ou numerosas notícias que não têm substância, nós esquecemos a boa nova, a do Evangelho de Deus, da salvação, que Jesus veio ter conosco, nos trouxe a salvação de Deus”.

São Rafael
O arcanjo São Rafael é aquele que nos auxilia no caminho e nos ajuda a combater doenças. Nas palavras de Francisco:

“Rafael conduz-nos pela mão e caminha connosco, ajuda-nos nos eventos que acontecem ao longo do caminho. Devemos pedir a Rafael que, por favor, não sejamos seduzidos a dar o passo errado, errar o caminho; guia-nos pela boa estrada, pelo caminho bom. Tu és o companheiro do caminho, assim como foste o companheiro de viagem de Tobias”.

Por que os arcanjos são tão poderosos
Como você já percebeu, Deus concedeu papéis extraordinários aos arcanjos. Não são mágicas, tampouco superstições; as missões e funções que eles desempenham no caminho da salvação os tornam tão poderosos.

Neste sentido, o sacerdote e escritor colombiano Fernando Cárdenas Lee destaca e nos convida a contemplar as poderosas missões destes seres invisíveis, mas que estão sempre ao nosso lado:

1 – OS ARCANJOS MANIFESTAM A GRANDEZA DE DEUS
Há um poder invisível que se manifesta e está por trás das coisas visíveis, às quais confere beleza, graça e perfeição.

Esse poder invisível são os anjos, as primeiras criaturas de Deus, que são seus administradores da criação.

Por isso lemos no livro do Apocalipse que existem anjos dos ventos ( Ap. 7,1 ); o anjo de fogo ( Dan. 3, 24,25,28 ); o anjo da água ( Jo. 5, 4 ).

Nestes tempos, em que a questão da ecologia e o cuidado com a criação ganham importância; em que, a partir do próprio Papa Francisco, somos chamados a não acreditar que somos mestres da criação, os anjos nos ensinam que existem servos de Deus que mantêm e cuidam desta criação – e que devemos fazer o mesmo.

2 – ELES REVELAM A GRANDIOSIDADE DO HOMEM
Espíritos puros, primeiras criaturas de Deus, sem pecado … mas a serviço do homem: todos os anjos e arcanjos est serviço dos homens (Hb 1,14).

O próprio Deus enviou-lhe um bom anjo da guarda, tendo em conta o seu temperamento, as suas dificuldades de vida e a sua vocação.

Seu anjo da guarda é seu melhor amigo e nunca o abandona, por isso você nunca está sozinho.

Neste sentido, os anjos são os defensores e mensageiros do que se chama de teologia do corpo: esses seres espirituais se manifestam e cuidam do corpo humano.

São Gabriel Arcanjo, por exemplo, é o mensageiro de uma mulher que vai dar à luz o Filho de Deus, cujo ventre é abençoado porque é o lugar onde o Salvador nasceu.

Hoje com a ditadura LGTB que se quer impor e desde a mais tenra idade, os anjos são os defensores e guardiães daquele corpo que é o Templo do Espírito Santo.

Desta forma, São Miguel tem um papel preponderante, pois defende os direitos de Deus. E o corpo, como a morada de Deus, pertence ao Criador.

Hoje, quando alguns falam do transumanismo e que o corpo humano é um grupo de bactérias e doenças, os anjos ensinam que o corpo humano é criado por Deus, que manifesta visivelmente o invisível de Deus e é chamado à união com Deus .

Lembremo-nos de São Rafael Arcanjo, que não permitiu que o corpo de Tobias sofresse nenhum dano ao ser atacado por um peixe.

Os anjos estão lado a lado com a causa do homem: nada que afete o homem é indiferente a eles.

Enfim, eles defendem toda a vida desde a sua concepção, protegem contra os inimigos externos (o mundo, o diabo) e contra os inimigos internos (nós mesmos, com nossos medos e complexos e feridas).

3 – OS ARCANJOS DEFENDEM O POVO DE DEUS
Uma das funções de São Miguel Arcanjo é ser defensor do povo de Deus.

O Catecismo da Igreja Católica ensina que existe um mentiroso sedutor que busca induzir o homem à desobediência a Deus (n. 394).

Basta ver esta ditadura do relativismo e perceber o perigo cada vez mais latente de um totalitarismo que destrói a própria dignidade do homem. Com isso, percebemos a necessidade da ajuda de São Miguel sobre o povo de Deus.

São Miguel, então, orienta-se para Deus e restabelece o senhorio de Deus com o seu grito de guerra: Quem é como Deus?

Portanto, em cada batalha em que invocamos este grande Príncipe da milícia celestial, sabemos que seremos vitoriosos.

Fonte: Aleteia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Carlo Acutis e Aparecida: mais do que uma data litúrgica em comum

Assim como Nossa Senhora Aparecida, Carlo Acutis tem uma forte ligação com o Brasil. E o curioso é que ele nunca visitou o país O jovem Carlo Acutis, beatificado em 2020, terá sua memória celebrada pela Igreja em 12 de outubro, dia de Nossa Senhora Aparecida. Foi nesta data, em […]